• Cirurgia Plástica

Reconstrução de Mama

Reconstrução de mamaHá várias situações nas quais as pacientes demandam reconstrução das mamas. As duas mais frequentes são as derivadas de mastopatias císticas (alteração fibrocística da mama) e câncer de mama. No primeiro caso, é comum a indicação da chamada mastectomia subcutânea, na qual se conserva o tecido cutâneo (inclusive a aréola) e se retira a maior parte do tecido glandular, colocando em seu lugar uma prótese de silicone. Nos casos de câncer de mama, é recomendável aguardar um período de um a dois anos após a cirurgia (geralmente mastectomia) para proceder a reconstrução. Esta varia de acordo com o tipo da mastectomia (se total ou parcial), havendo várias técnicas utilizáveis em cada caso.





Técnica:

A cirurgia pode ser realizada sob anestesia peridural com sedação ou anestesia geral e o tempo de internação varia de 1 a 2 dias, dependendo do caso. Nos casos mais simples, onde há boas condições de pele e tecido subcutâneo, utiliza-se a introdução de uma prótese de silicone, cujo tamanho e formato são orientados pelo da mama oposta (não operada). Nos casos em que não haja boas condições do tecido (mastectomias radicais com ou sem tratamento radioterápico), poderá haver necessidade de reposição de pele nova no local, o que se consegue por duas técnicas principais. A primeira é a transferência de pele e músculo da região dorsal (o chamado retalho do músculo grande dorsal), sob os quais é feita a reconstrução sobre uma prótese mamária. A segunda técnica, conhecida como TRAM, que tem sido muito usada nas ultimas décadas, é a transferência de tecido (pele, gordura e músculo) da parte inferior do abdômen, quando nesse caso se procede simultaneamente a uma plástica abdominal. Quando necessário em um segundo tempo cirúrgico, procedemos a reconstrução do complexo aréolo-mamilar, mediante enxertos cutâneos adequados.


Pós-operatório:

As cirurgias de reconstrução mamária, sendo práticas cirúrgicas geralmente consagradas, têm pós-operatório tranquilo, geralmente sem complicações. Os pontos utilizados são na maioria absorvíveis, não havendo necessidade de retirada. As pacientes são aconselhadas a usar cintas e sutiãs especiais, permitindo-se movimentação moderada nos primeiros dias e liberando-se para qualquer exercício após dois meses.

 

Agendar Consulta

 

 

  • ONDE ESTAMOS:

    Av. das Américas, 4666 - sala 310 - Centro Médico Barra Shopping - Barra da Tijuca - Rio de Janeiro
    CEP: 22640-102 - Tel.(21) 2430-9340 / WhatsApp (21) 99291-5620  >> para ver a localização no mapa clique aqui.

  • © 2013. Todos os direitos reservados.

    Desenvolvido por: